Confira fotos e novidades do Citröen C4 Hatch

Em minha humilde opinião, o novo modelo da Citröen, o C4 Hatch, é lindo vindo, mas indo é feinho pra dedel.

Modelo que a Citroën lançou nesta semana traz motores 1.6 e 2.0, ambos flex

Se havia uma curiosidade ainda a matar com a chegada do Citroën C4 hatch ao mercado, era acerca de seu “handling”, sua “pegada”. Isso porque os hatchbacks médios se aperfeiçoaram tanto nos últimos anos que agora são dotados de um considerável prazer de dirigir, como um carro que “se veste”. Depois de tanto que já havia sido dito sobre o modelo, lançado primeiramente na Argentina (onde é fabricado), faltava apenas conferir se no Brasil ele poderia integrar esse clube. E a resposta é sim.”

Para ler a matéria completa, veja o post integral.

“Em termos de comportamento dinâmico, o C4 hatch nada fica a dever para os melhores desse segmento, como Volkswagen Golf, Ford Focus (antigo e novo) e Nissan Tiida. O veículo é extremamente competente em curvas e absorve com precisão, sem ser mole demais, as inúmeras imperfeições do solo.

Mérito da suspensão, que é formada por rodas independentes e barra estabilizadora tanto na dianteira quanto na traseira. Em relação ao modelo europeu, lançado no final de 2006, o C4 que desembarca no Brasil é 10 milímetros mais alto, o que evita (ou tenta amenizar) as famosas raspadas em lombadas e valetas.

Também é importante notar que seu estilo é totalmente diferente em relação ao sedã C4 Pallas. Mais leve, o carro é mais solto e mais jovial, ideal para pessoas solteiras ou casais sem ou com apenas um filho. Ajuda na condução o bom coeficiente aerodinâmico (Cx de 0,29), que diminui a resistência do ar.

Por fora, o modelo é igual ao C4 Pallas até a coluna central. Daí em diante o veículo é completamente diferente, sendo que a traseira é bem mais “pé no chão” do que a versão esportiva VTR, importada da França. Segundo apuramos, essa versão esportiva não deve ser fabricada na Argentina, pois traz diferenças consideráveis em relação ao C4 Pallas e ao C4 hatch.

A aposta da Citroën é oferecer um modelo bastante equipado desde a versão de entrada – são duas de acabamento (GLX e Exclusive) e duas motorizações 1.6 e 2.0 (ambas flex), assim distribuídas: a 1.6 16V Flex GLX custa R$ 53.800; a 2.0 16V Flex GLX, R$ 56.300; a 2.0 16V Flex GLX Automatique, R$ 60.800; a 2.0 16V Flex Exclusive, R$ 64.300; a 2.0 16V Flex Exclusive Automatique, R$ 68.800; a 2.0 16V Exclusive Automatique Flex com Pack Tecnologique, R$ 74.700. A pintura metálica sai por mais R$ 800.

Nas versões GLX Flex (manual e automática), já há itens como ar-condicionado, direção elétrica, rodas de liga leve com pneus 205/55 R16, freios a disco nas quatro rodas com ABS (antitravamento), EBD (distribuição eletrônica da frenagem), AFU (auxílio à frenagem de urgência), airbags frontais, toca-CDs com função MP3, computador de bordo, limitador e regulador de velocidade, banco do motorista com regulagem de altura e lombar, vidros elétricos dianteiros e traseiros elétricos com dispositivo “um toque”, ventilação traseira, porta-luvas refrigerado e com iluminação, entre outros.

Já a Exclusive vem com airbags laterais dianteiros e do tipo cortina, detector de obstáculo traseiro, bancos de couro, faróis com acendimento automático, Bluetooth com comando no volante (o item nasce primeiro no hatch, devendo em breve migrar para o C4 Pallas), perfumador de ambiente, limpador de para-brisa com acionamento automático vinculado à velocidade, ar-condicionado digital com comando do lado direito e esquerdo, faróis de neblina e detalhes cromados no painel.

Avaliado por Interpress Motor em duas versões, Exclusive automática e GLX manual, é preciso admitir que a versão mais simples soa como modesta demais. O painel é todo preto, sem detalhes cromados e, em vez de “gavetinhas” nas extremidades do painel (servem, por exemplo, como porta-cartões), há apenas os espaços para elas. O ar-condicionado é mecânico e não há perfumador de ambiente. Antes de adquirir o modelo, examine bem as diferenças entre as versões.

Em termos de motorização, as duas opções são bem redondinhas. O 1.6 (110 cv com gasolina a 113 cv com álcool) combina muito bem com a transmissão manual e proporciona muito prazer ao dirigir, apesar de ser mais ruidoso do que o 2.0 (143 cv a 151 cv), que permite seguras ultrapassagens, como a realizada pela reportagem durante o teste, feito com a transmissão automática, que permite trocas sequenciais por toques na alavanca.

Longe de proporcionar um comportamento esportivo, o C4 hatch nasce com qualidades para agitar um segmento que vem crescendo em progressão geométrica. Mais jovial, deve atrair para a marca Citroën um público exigente, mas que busca mais espaço do que os compradores de C3 e menos sisudez do que os que adquirem um C4 Pallas. É uma forma interessante de completar a gama e ajudar no crescimento da marca no país.”

FICHA TÉCNICA
Citroën C4 hatch

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16V, flex, 1.598 cm³ (1.6) e 1.997 cm³ (2.0) de cilindrada
Potência: 110 cv com gasolina a 113 cv com álcool a 5.600 rpm (1.6) e 143 cv com gasolina a 151 cv com álcool a 6.000 rpm (2.0)

Torque: 14,49 kgfm com gasolina a 15,82 kgfm com álcool a 4.000 rpm (1.6) e 20.41 kgfm com gasolina a 21,63 kgfm com álcool a 4.000 rpm (2.0)
Direção: eletridráulica progressiva
Câmbio: manual, de cinco velocidades, ou automático seqüencial, de quatro velocidades

Suspensão: dianteira independente tipo McPherson, com barra estabilizadora; traseira por eixo de torção, com barra estabilizadora
Freios: a disco nas quatro rodas, com ABS (antitravamento), REF (repartidor eletrônico de frenagem) e AFU (auxílio à frenagem de emergência)
Dimensões: 4,26 m de comprimento; 1,77 m de largura; 1,46 m de altura; 2,61 m de entreeixos
Peso: 1.200 kg a 1.292 kg

Tanque: 60 litros
Porta-malas: 320 litros
Preços: R$ 53.800 (1.6 16V Flex GLX), R$ 56.300 (2.0 16V Flex GLX), R$ 60.800 (2.0 16V Flex GLX Automatique), R$ 64.300 (2.0 16V Flex Exclusive), R$ 68.800 (2.0 16V Flex Exclusive Automatique), R$ 74.70 (2.0 16V Exclusive Automatique Flex com Pack Tecnologique)

Fonte: Interpress Motor

Related Posts with Thumbnails

9 Responses to Confira fotos e novidades do Citröen C4 Hatch

  1. Ivan disse:
    Lindo carro!!! Belo acabamento e ótima dirigibilidade
  2. Leandro disse:
    Acredito que seja um dos melhores hachs médios que temos, colocaria o novo focus em segundo por não ser flex e pelo acabamento que deixa a desejar muito.
  3. Karen disse:
    Comprei um Citroen C4 a 5 meses atras ele é maravilhoso para dirigir comprei a versão automaticado veiculo ,mas so pecas pois as aceleraçoes da versão automatica são meio devagar, so que não indico para viagens por ser um carro pequeno para isso acabei tambem adiquirindo um carro da mesma familia do C4 um C4 grand picasso preto ,alem de que eu tenha tambem uma familia grande.
  4. Milena disse:
    Comprei um Citroen 4 hacth. Antes de comprá-lo fiz um teste e fui conhecer o 307, i30 e o ford focus e o honda fit.
    Achei o novo ford focus com acabamento a desejar perto dos outros carros, principalmente para quem esta sentado atrás.
    O ford focus não tem abs de série.. um carro para ser mais de 53mil sem abs, acho que a ford pecou.
    O i30 achei a revisão cara, mas achei fantastico o veículo, mas não tive a oportunidade de fazer test drive, nao tinha na concessionaria.

    O 307 já havia dirigido muito bom carro, recomendo.

    Muitos criticam o consumo do veículo, C4, porém acredito cegamente, que o consumo é diretamente proporcional à forma de dirigir.
    Na estrada com gasolina, o meu c4 mostrou 15,5km/l sem uso de ar condicionado. Com ar, cai para média na estrada, com carro mais cheio, de 12.5%. Na cidade média de 8,5% com ar ligado.
    Sem contar que é um carro maravilhoso para dirigir, calibrado e muita tecnologia o que o ford focus nao tem no modelo básico.

  5. Alexsandro disse:
    Amei meu carro, mais to meio estressado. quando ando rapido o ar condicionado fica falhando tive na consesionaria, tentaram resolver o problema me falaram q o ar estava no modo europa. mais continua falhando. vou levar la novamente depois do carnaval. fiquei super triste. pois meu vectra nunca fez isso. espero resolver. se nao quero outro carro. aff
  6. Vando disse:
    Comprei um c4 exclusive sport manual 2011 a uma semana e estou muito contente com a aquisição. Viajei naquele mesmo fim de semana na gasol. e fez 13km/l na estrada com ar cond. ligado e numa média de de 120 km/h. Carro super completo com vários itens encontrados apenas em carros de maior porte e valor por um preço justo, pela que não tem opção do teto solar.
  7. Roberto disse:
    Comprei um C4 hatch manual ano 2010, (20 meses de uso, 42.0000 km rodados, recomendo, carro economico, confortável muito seguro.
  8. Eu o neto do silvando duque tem um c4 hatch preto, motor 2.0 rodas de liga-leve aro "16"…Eu amo esse carro, painel com acendimento automático dos faróis em lugares escuros com tuneis, a noite..cambio automático tiptronic como de um porsche.Em tão pessoal.eu adoro esse carro.bjs..

Deixe uma resposta