Velocidade da internet: Anatel libera programa para medir qualidade da internet no Brasil

Já está disponível o aplicativo da ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) para medir a qualidade da banda larga no Brasil. O teste é gratuito, através do site www.brasilbandalarga.com.br, sem a necessidade de instalação. É só executar o aplicativo no site, usando um dispositivo móvel (smartphone ou tablet) ou computador, para que os resultados sejam exibidos.

Esse aplicativo serve para você ver se a Vivo internet, Internet Claro, Oi internet e outras prestadoras estão entregando a velocidade prometida no plano que você contratou.

Dentro de alguns dias, os smartphones com o sistema Android poderão baixar pelo Google Play o aplicativo “Brasil Banda Larga”, para facilitar o teste. A partir de dezembro de 2012 os usuários da plataforma iOS também terão um aplicativo específico para esta função.

Internet

Com esses testes, a Anatel quer reunir informações para monitorar de perto a qualidade dos serviços de internet banda larga no Brasil.

A Anatel determinou metas de qualidade para internet banda larga – fixa e móvel -, portanto as prestadoras devem garantir pelo menos 60% da velocidade contratada pelos usuários mensalmente. Se você contratou um plano de 10Mbps, a média mensal de velocidade deve ser de, no mínimo, 6Mbps.

Já a velocidade instantânea – aferida durante uma medição – deve ser de, no mínimo, 20% do contratado, ou seja, 2Mbps. Caso a prestadora entregue apenas 20% da velocidade contratada por vários dias, terá de, no restante do mês, entregar uma velocidade alta ao usuário para atingir a meta mensal de 60%.

Esses percentuais iniciais são válidos até novembro de 2013, quando serão ampliados conforme a tabela abaixo:

– Prazo 1: A partir de novembro de 2012 –

Taxa de Transmissão Média (download e upload): 60% da taxa de transmissão máxima contratada

Taxa de Transmissão Instantânea (download e upload): 20% da taxa de transmissão máxima contratada pelo usuário

– Prazo 2: A partir de novembro de 2013 –

Taxa de Transmissão Média (download e upload): 70% da taxa de transmissão máxima contratada

Taxa de Transmissão Instantânea (download e upload): 30% da taxa de transmissão máxima contratada pelo usuário

– Prazo 3:A partir de novembro de 2014 –

Taxa de Transmissão Média (download e upload): 80% da taxa de transmissão máxima contratada

Taxa de Transmissão Instantânea (download e upload): 40% da taxa de transmissão máxima contratada pelo assinante

[Fonte]
Related Posts with Thumbnails

Deixe uma resposta