“Bate forte o tambor” em Russo: o quão bizarro é isso?

Você, infelizmente, deve se lembrar de um grupo musical amazonense chamado Carrapicho, que no fim da década de 1990 lançou a música “Bate forte o tambor”.

Agora tente imaginar um clipe esquisito para essa música. Mas tem que ser muito esquisito mesmo, algo como:

1) essa mesma música cantada em russo;
2) o cantor será um rapaz do Uzbequistão, metido a garoto tropical;
3) o Tio Chico tem que aparecer chapadão, uivando e tocando percussão;
4) a Mortícia Addams também tem que aparecer, igualmente chapadona;
5) por fim, umas paraguaias “brasileiras” requebrando com chocalhos.

Vamos ao resultado dos seus pensamentos:
[kml_flashembed movie="http://www.youtube.com/v/4Ip_Mv_79dk" width="425" height="350" wmode="transparent" /]


E para completar a esquisitice toda, informações inúteis:
1) Esse vídeo é antigo (foi gravado em 1998) e fez/faz sucesso em trocentos países da Europa;

2) O refrão “Malchik hochet v Tambov” significa “Um garoto que quer ir a Tambov (uma cidade na Rússia)”;

3) O cantor (Murat Nasyrov) acabou morrendo em 2007, após se jogar da varanda de seu apartamento, em Moscou, por causa da maldição desta música supostamente após a ingestão de LSD.

Quem quiser comparar com o clipe da música original:

[kml_flashembed movie="http://www.youtube.com/v/-P6700m-tZ0" width="425" height="350" wmode="transparent" /]

Related Posts with Thumbnails

4 Responses to “Bate forte o tambor” em Russo: o quão bizarro é isso?

  1. ciro bottini disse:

    uma merda leva outra e nisso que da so esquisitices.

  2. Olavo Flores disse:

    Nunca vi um clip tão bizarro e surreal.

  3. Juliana Ribeiro disse:

    Mas que desgrama! Bizarro? Vocês foram bem carinhosos ao dizer bizarro.
    E eu que pensei que ninguém jamais seria capaz de superar aquela porcaria.

  4. Ernesto disse:

    Como refazer uma nova versão do original do Carrapicho – alta produção cinematográfica para divulgação turística, pra “inglês ver”. Que retrata uma natureza exuberante, um povo exótico (os bons selvagens dançando, feitos minhoca) e erótico (desde crianças aprendemos a requebrar o quadril) – em um do Uzbequistão (região onde nasceu o artista do clipe russo)? Só com a mediação fúnebre dos Adams. Genial, esses Russos. O melhor clipe que assisti nos últimos anos!!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.