Uma breve história sobre os shorts femininos

Este é um artigo de publieditorial.

Hoje em dia é até difícil imaginar isso, mas o surgimento dos shorts femininos foi muito polêmico, ao passo que sua popularidade fomentou uma verdadeira revolução no mundo da moda.

Essa peça praticamente obrigatória nos guarda-roupas atuais das mulheres surgiu principalmente graças ao esporte. Em termos de vestuário, esse segmento sempre teve mais liberdade, devido à necessidade de realizar movimentos diversos, a fim de obter a melhor performance e desempenho nas competições.

Tudo começou em um jogo de tênis

Durante um jogo de tênis, os atletas precisam se movimentar constantemente, correr, pular, fazer movimentos rápidos e, ao mesmo tempo, manter uma aparência decente em público, sem expor suas roupas íntimas.

Durante muitas décadas, as mulheres só podiam jogar com mangas compridas, longas saias e meiões, tudo para evitar expor o corpo publicamente.

 

Uniforme padrão das jogadoras de tênis no final da década de 1880 até meados de 1930.

 

Em 1932, cansada deste tipo de roupa nem um pouco prática para o esporte, a tenista Alice Marble apareceu com “calças mais curtas que o normal” (acima do joelho) e causou um grande escândalo para a sociedade da época, a ponto de – imagine só! – pessoas sacarem suas armas para interromperem a partida.

O contraste entre os uniformes da época x os primeiros shorts esportivos, criados por Alice Marble

Alice se arriscou, expondo por “demais” suas pernas, mas mal sabia ela que estaria causando uma verdadeira mudança de comportamento e de pensamento na sociedade: dois anos mais tarde, as praias da França já estavam tomadas por meninas de shorts e foi apenas uma questão de tempo para a moda se espalhar pelo mundo.

Já em 1937, os shorts se tornaram não apenas um elemento oficial do guarda-roupa de verão das mulheres, mas também se tornaram um sinal de elegância e sensualidade.

O marco mais importante na história dos shorts foi sua aparição na coleção esportiva do designer Jean Patou. A aparição no mundo da alta moda de tênis, saias curtas, shorts e maiôs de malha finalmente decretou que os shorts e a valorização do corpo feminino vieram para ficar.

No entanto, essa “exposição” do corpo feminino sempre foi um tabu para a época. Um exemplo clássico foi o que aconteceu em algumas cidades da França, que passaram a permitir que eles fossem usados ??apenas por ciclistas.

Quando a popularidade dos shorts parecia cair na Europa, os Estados Unidos entraram com força total nessa batalha da moda. Nos EUA, os shorts rapidamente se tornaram uma peça de roupa absolutamente cotidiana para crianças e adultos.

Betty Grable, ícone do estilo pin-up, exibia suas belas pernas em fotos sensuais, que se espalharam pelo mundo e rapidamente popularizaram os shorts de cintura alta.

Nos anos 50, os shorts foram parar nas passarelas e designers famosos começaram a criar coleções com eles. Emilio Pucci, inspirado no estilo dos marinheiros, criou uma coleção de shorts com zíper nas laterais ou botões duplos. Os shorts começaram a ter uma verdadeira explosão de cores, estilos e acabamentos.

A popularização dos shorts femininos

A popularidade dos shorts também se deve ao progresso tecnológico. As fibras de poliéster foram inventadas e revolucionaram o mercado. Qualquer roupa fabricada com esse material se ajustava perfeitamente ao corpo, sem restringir os movimentos.

Paralelamente, a silhueta magra ganhou força – e os shorts foram uma excelente forma de realçar as curvas femininas.

Finalmente, outro fator importante para os shorts caírem no gosto popular foi o movimento do feminismo. A designer Mary Coint (inventora da minissaia) certa vez disse:

“Com shorts você pode correr atrás dos ônibus, sem se preocupar.”

Essa frase pode parecer boba, mas ela foi a celebração de uma vitória das mulheres na época, que passaram a ser vistas de outra forma e ganhavam mais liberdade e direitos na sociedade.

O que ela realmente quis dizer com a célebre frase: os shorts fazem com que as mulheres pareçam mais atraentes, expondo suas pernas, mas ao mesmo tempo também proporciona mais elasticidade e praticidade nos movimentos. Ou seja, as mulheres podem usar shorts para se sentirem bem e confortáveis, não apenas para serem sensuais.

Hoje os shorts femininos felizmente são encontrados com facilidade e bons preços. Lojas como a Shoulder (instagram | Facebook | Pinterest | Youtube) possuem uma vasta coleção de tamanhos, materiais e cores para todos os gostos e silhuetas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.