Top 10: as maiores gafes do canal pago ESPN

Acho que sou uma das poucas pessoas no mundo sem tv por assinatura. É incrível, hoje em dia todo mundo assina – ou tem o popular “gato net”, que é o  meio politicamente incorreto de ter tv a cabo -, mas eu não, continuo me envenenando em frente à programação da tv aberta, que admito ser um lixo em sua maioria. Sei que é totalmente errado roubar tv a cabo, mas se abaixassem o preço de assinatura, talvez as pessoas resolvessem andar na lei.

Enquanto não baixam o preço – nem devem baixá-lo – viva o seu “gato net”!

Via Não Salvo

G1 lista 10 ‘modinhas’ que bombaram na net em 2008

A matéria é grande e oferece a visão do site G1 sobre os hits da internet, mas cada pessoa tem seu momento especial. Além do que, ainda estamos em 2008 e dá tempo de surgir alguma outra coisa nova, lembram do vídeo do Saddam Hussein sendo enforcado? Foi no fim do ano.

Algumas coisas listadas pelo G1 eu nunca ouvi falar, acho que eles só completaram com qualquer conteúdo, só pra poder completar um número redondo, no caso 10. As ‘modinhas’ citadas pelo site são normais pra gente que vive na internet, elas acontecem e já fazem parte da nossa vida, sem que a gente saiba o ano, a época, o sentido. Mas prometo que ano que vem vou anotar tudo pra poder lembrar no fim do ano!

Vez por outra aparece algo curioso na internet que vai se disseminando por e-mail, em blogs, em sites de notícias ou em redes sociais como Orkut, Facebook e Twitter, até virar “modinha” e se consolidar como conhecimento comum a quase todos os internautas. É aquele vídeo que todo mundo viu (estilo “Dança do quadrado”), ou aquele site que é citado exaustivamente por aí…

O fenômeno é batizado de “meme”, uma analogia ao conceito criado pelo zoólogo Richard Dawkins para explicar a disseminação de pensamentos, idéias e produtos culturais. Segundo Dawkins, algumas informações são transmitidas da mesma forma que os genes, replicando-se automaticamente e tornando-se parte da cultura universal.” – para ler na íntegra, clique aqui.

Eu disse que ainda dava tempo de surgir alguma coisa do tipo…

Tenta esquecer a música, tenta!